Você já deve ter percebido que os millenials chegaram de vez ao mercado. Apesar do grande potencial criativo e inovador desses colaboradores, algumas de suas características são controversas. Sabe-se que com uma gestão apropriada eles podem ser altamente produtivos. Por isso, surge a questão: qual é o perfil ideal de líder para gerenciar a geração Y?

Quer saber como liderar e motivar os millenials e fazer deles a sua grande força de trabalho? Então acompanhe este post, descubra quem são eles e o que fazer para que alcancem resultados extraordinários!

Quais são as características da Geração Y?

Embora alguns autores utilizem datas diferentes, são considerados representantes da Geração Y ou millenials os jovens nascidos entre os anos 80 até meados da década de 90.

Eles foram criados cercados do conforto e da tecnologia que seus pais não tiveram e, por essa razão, são considerados nativos digitais. Cresceram estimulados por atividades diversas, fazendo tarefas simultaneamente e vivendo em ação.

Porém, ao mesmo tempo em que são criativos, inovadores, antenados às tendências e resolvem problemas de forma autônoma — o que as empresas amam — eles são também muito questionadores e “barulhentos”.

Eles foram acostumados desde cedo a conseguirem o que querem, e por isso não se adaptam tão bem às tarefas subalternas comuns no início de carreira. Também lutam por salários mais altos desde o princípio.

Ou seja, a Geração Y simplesmente não disfarça. Se eles não gostam de algo, eles se manifestam. E se nada é resolvido da maneira como eles desejam, adeus empresa! Eles vão em busca de novas oportunidades sem pensar duas vezes!

O espaço não seria suficiente para traçar o perfil detalhado da Geração Y, mas o fato é que hoje as empresas precisam deles. Eles são talentos fundamentais para a inovação que as organizações precisam atingir para se manter competitivas. Então, como liderá-los?

Como liderar a Geração Y?

Para liderar essa turma e obter resultados extraordinários, o gestor precisa ter um perfil capaz de conciliar as metas, formas de trabalhar e anseios de carreira dos millenials. Vamos descobrir que perfil de líder é esse?

Características dos líderes da geração Y

1. Trocam os confrontos por oportunidades de reflexão

Não adianta dizer que o millenial está errado, nem que o líder tenha provas cabais. A estratégia mais eficiente é utilizar técnicas de coaching para conduzir o raciocínio dos liderados.

Perguntas fortes, que façam as respostas do próprio colaborador demonstrarem que as premissas deles não são válidas, são o melhor método para mostrar que as ideias precisam de uma fundamentação melhor.

2. Apostam nas decisões em equipe

Embora o líder seja responsável pelas decisões, levar a discussão para a equipe pode ser uma estratégia fantástica para alcançar resultados.

Esta atitude é importante não só para os millenials se sentirem valorizados — o que produz engajamento. Ela é também uma forma de prepará-los para responsabilidades maiores no futuro.

3. Driblam a ansiedade da equipe

É comum equipes formadas pelos millenials demonstrarem ansiedade tanto pelos resultados do time quanto pelos rumos da própria carreira. Para contornar a situação, algumas medidas podem ajudar.

Implantar métodos de acompanhamento de projetos e processos que mostram a maturação e a evolução das etapas, feedbacks frequentes e políticas de progressão na carreira claras e bem definidas são muito úteis. Transparência é o melhor antídoto contra a ansiedade.

4. Agem com coerência

Se existe uma atitude que a Geração Y valoriza em especial é a coerência. Discurso e prática precisam estar alinhados para conquistar o respeito e a admiração desse grupo.

Aliás, quando o líder consegue se tornar uma referência pela coerência de suas ações, por mentorear a sua equipe e levá-los ao crescimento profissional, ele tem sua autoridade legitimada e consegue realmente influenciar o time.

5. Focam no que é importante

O que é importante para a organização? Resultados? Então o líder deve manter o foco neles.

Flexibilidade com horário, dress code e outros aspectos — desde que a adaptação seja possível e não comprometa o funcionamento da empresa ou o atendimento ao cliente — costumam gerar aumento na produtividade.

Entendeu qual é o perfil dos líderes da Geração Y? Acha que está preparado para encarar esse desafio? Como sua empresa lida com essas questões? Conte pra gente nos comentários!