As métricas de RH contribuem para tomar decisões mais ágeis e assertivas, ter um melhor controle da gestão dos funcionários, definir quais projetos de RH devem ser priorizados, além de gerar relatórios e informações estratégicas para a empresa.

Esses indicadores de desempenho podem estar ligados a produtividade, felicidade dos funcionários, competitividade salarial, evasão de trabalhadores, número de faltas e muitas outras coisas.

Pensando nisso, decidimos criar um post especialmente para você. Continue lendo nosso conteúdo e conheça as principais métricas de RH para medir a eficiência do seu time!

Índice de Satisfação dos Empregados (ISE)

Essa é uma das métricas de RH mais importantes para toda a empresa. Seu objetivo é avaliar o grau de contentamento dos funcionários com seu atual ambiente de trabalho e com suas atividades diárias.

É sempre importante ressaltar que funcionários satisfeitos são mais engajados e comprometidos com os resultados da empresa. Assim, é importante desenvolver práticas para o contentamento e bem-estar dos colaboradores da empresa.

Para medir a satisfação dos empregados, três perguntas principais devem ser feitas.

  • O quão satisfeito está com seu local de trabalho atual?
  • O quanto seu local de trabalho atende às suas expectativas iniciais?
  • O quão próximo é seu atual local de trabalho do ideal?

Todas as perguntas devem ser respondidas com notas de um a dez, sendo um o valor mínimo que pode ser atribuído. Após coletar o máximo de feedback possível, utilize a seguinte fórmula para mensurar a satisfação dos empregados:

[((valor total das respostas ÷ 3) – 1) ÷9] x 100

O ideal é o que nível de ISE fique em torno de 55 pontos. Se ficar abaixo disso, vale avaliar o que tem prejudicado o contentamento dos colaboradores. Itens como benefícios, comunicação interna e plano de carreira podem ser estudados.

Taxa de Turnover

Essa é outra importante métrica de RH que pode refletir o nível de contentamento da equipe, comprometimento com o trabalho e resultados da empresa. O Turnover mensura o percentual de trabalhadores que deixam uma empresa em determinado período.

Seu cálculo leva em consideração dois principais fatores: número total de funcionários demitidos em determinado período e total de funcionários contratados pela empresa. Veja como esse cálculo pode ser montado:

Turnover = número total de funcionários desligados / número total de funcionários em 12 meses x 100

Veja um exemplo para ficar mais fácil: imagine que em sua empresa teve um total de 10 funcionários desligados no período de um ano. No mesmo período, havia um total de 100 funcionários dentro da empresa. Nesse caso o Turnover seria de 10%.

Um bom resultado deve ficar em torno de 5% de rotatividade. Resultados superiores podem representar profissionais que não encontram prazer no seu trabalho e, por isso, não permanecem muito tempo dentro da empresa.

Esses são alguns dos indicadores mais utilizados pelo departamento de gestão de pessoas, porém também é possível avaliar o valor em vendas realizadas por cada funcionários, total de ligações e prospecções feitas em determinado período.

Agora que já conhece as principais métricas de RH e sabe como medir o desempenho da sua equipe, aproveite para compartilhar suas experiências ou dúvidas conosco. Deixe seu comentário!