Você sabia que o setor de Recursos Humanos (RH) de um escritório de advocacia pode contribuir muito para que o estabelecimento seja mais estratégico?

Isso mesmo! Por meio de soluções que envolvem o RH, uma empresa de advogados pode ter mais facilidade para desenvolver um planejamento estratégico eficaz e, assim, garantir melhores resultados.

Para que você entenda como isso acontece na prática, apresentamos alguns tópicos que podem ser úteis para que o setor de RH do seu escritório de advocacia se desenvolva ainda mais. Acompanhe, a seguir.

Retenção de talentos

Assim como ocorre com diversos outros segmentos, na área de Direito também é comum o turnover nos escritórios. Isso quer dizer que a rotatividade de funcionários costuma ser alta e os profissionais geralmente trocam um emprego por outro em que ganhem mais, por exemplo.

Nesse cenário, o setor de RH pode desenvolver ações para que os talentos revelados no escritório sejam retidos por lá. Assim, um plano de carreira bem estruturado pode ser uma boa ação a desenvolver. Ele pode, por exemplo, ser mostrado a um estagiário recém-contratado para que ele compreenda todas as possibilidades de crescimento que a empresa oferece.

Alinhamento da cultura organizacional

A cultura organizacional é o conjunto de normativas éticas e de valores em que a empresa acredita. É importante que ela seja definida pela alta cúpula administrativa da organização — nesse caso, os advogados associados do escritório.

Ao profissional de RH cabe o alinhamento dessa cultura com os superiores, de modo que tudo seja registrado formalmente e divulgado a todos os colaboradores. Afinal, todos eles precisam conhecer as diretrizes do local em que trabalham.

Planejamento estratégico

Toda estruturação de planejamento estratégico que se preze precisa destinar as pessoas responsáveis por cada ação que faz parte de uma estratégia maior. Nesse contexto, o profissional de RH também pode colaborar com o escritório de advocacia.

A ideia é que o setor participe ativamente da elaboração do planejamento estratégico, inclusive sugerindo quais pessoas podem se responsabilizar por cada estratégia.

Se um advogado tem mais habilidades discursivas para falar, por exemplo, ele pode ser o escolhido para o atendimento presencial a clientes. Outro colaborador, que seja mais hábil com questões burocráticas, pode ser destinado para lidar mais com documentos. E assim por diante.

Recrutamento e seleção

Quando uma vaga surge em um escritório de advocacia, é fundamental que ela seja preenchida por um profissional competente, que tenha todos os atributos necessários para a função.

Nesse caso, é comum que os gestores de RH coordenem todo o processo seletivo do escritório, analisando currículos, verificando a idoneidade das informações recebidas, fazendo entrevistas e testes práticos e, finalmente, contratando o colaborador mais indicado para o cargo disponível.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o papel do RH em um escritório de advocacia, temos uma outra dica importante: que tal conhecer o SAP SucessFactors HCM Suite? Com ele você pode ter uma atuação ainda mais estratégica, de forma dinâmica e organizada. Saiba mais sobre isso em nosso post sobre esse assunto.